FILHOS QUE NÃO AMAM OS PAIS

Um dos temas mais comuns de perguntas e comentários que recebo é de pessoas reclamando do tanto que sofrem com seus pais, e ocasionalmente de pais reclamando que seus filhos não os amam. Não era para filhos terem um amor natural por seus pais?

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

Tem gente me escrevendo falando que só de pensar na mãe, já sente dor nas costas. Outros relatam como a mãe os deixa sem paz. Uns dizem que em casa sofrem de abusos psicológicos. E há também pais escrevendo reclamando que seus filhos não querem saber deles. O que está acontecendo?

Afinal, nossos pais nos deram tudo! Nosso corpo, comida, casa, carinho, tempo, dinheiro… a lista não acaba. Quem tem filhos sabe muito bem. Naturalmente deveríamos amar nossos pais, mesmo com suas falhas.

É um ponto tão profundo que vemos isso nas tradições religiosas. Krishna diz que é uma obrigação cuidar e respeitar os pais. A Bíblia também decreta isso.

Parece uma tremenda e vergonhosa falta de gratidão não amar seus pais depois do tanto que fizeram por você.

Mas amor é do coração. Ter razão para amar, não significa que você vai sentir amor.

Então, vamos falar de forma franca. Dívidas, feitos do passado, etc. não mudam o fato que todo relacionamento tem que ser trabalhado. Tem que trazer um “saldo positivo” hoje.

Alguém pode ter movido montanhas para você, mas se lhe trata de forma irritante, fica cobrando, se metendo onde não deve… fica ruim. Fica impossível tolerar. Torna-se uma realidade psicológica insuportável e não há como dizer que nesta situação você vai ter “prazer” em ficar perto da pessoa. Que vai experimentar amor quando perto da pessoa.

Aí, naturalmente, há um afastamento necessário para preservar a paz interior, a saúde emocional. O fato que se trata de mãe ou pai não muda o fato que o afastamento é a única saída para preservar o bem-estar.

Se você é mãe ou pai e está chateado que seus filhos não lhe procuram, ou estão afastados, fica a pergunta óbvia: você tem um papel nisso? Ou vai mesmo só culpar eles? Acha mesmo que seria natural alguém se afastar de uma pessoa que traz coisas positivas para sua vida, que traz alegria? Ou será que as pessoas se afastam daqueles que as machucam?

Egoísmo existe. Ingratidão também. Mas ainda assim as pessoas naturalmente querem a companhia e contato com aqueles que lhe fazem sentir bem, que acrescentam coisas boas em suas vidas.

Sim, fica o amor no sentido de dever. Os filhos que não zelam por seus pais, pelo bem-estar físico deles, aí realmente é vergonhoso. Pois não se trata de algo emocional, e sim um simples dever, um dharma, óbvio. É uma reciprocidade gritante pelos cuidados que eles tiveram com você durante sua infância.

Diferente do que podemos fazer com outras pessoas, com os pais podemos nos afastar para preservar nosso bem-estar emocional, mas nunca ao ponto de deixar de cumprir nossos deveres de ajuda-los em termos práticos. Salvo, eu diria, em casos onde houve verdadeiro abuso físico e negligência. Nesses casos, a lei da reciprocidade diz que devemos deixa-los de tudo.

E se você quer ver seus filhos mais próximos novamente, então trabalhe o relacionamento. Não se sinta “no direito”. Conquiste o amor com carinho, paciência, serviço… como temos que fazer para qualquer relacionamento dar certo. Sabendo flexibilizar, ajustar e mudar para melhor fluir o relacionamento.

Desenterre seus traumas e limpe seu inconsciente. No livro “O Caminho 3T” (www.3T.org.br) um das seções principais é o tema de “Paz Interior”, onde apresentamos técnicas e fatos para lhe ajudar nesta importante tarefa para uma vida melhor.

 

 

Veja o que estão falando do livro “O Caminho 3T”: “Uma experiência profundamente enriquecedora.” – Chaitanya Charan Das

Uma ideia sobre “FILHOS QUE NÃO AMAM OS PAIS

  • 14/08/2018 às 12:55
    Permalink

    Sobre amor aos Pais….
    Muitos reclamam ,questionam, se perguntam o porque …Mas como diz um ditado : A fruta nunca cai longe da árvore…
    Ou seja VC que é filho tem muito mais do seu Pai e sua Mãe do que imagina e só com o tempo percebera isso, o filho se espelha em quem esta mais perto …no caso os Pais ,que só podem nos passar oque sabem.
    E tem outro ponto existe sempre o “comparativo ” .Por exemplo : o pai do meu amigo compra tudo oque ele quer…Mais o meu não me da nada !…O filho do vizinho faz tudo em casa …e vc
    filho não ajuda em nada ….
    Crescer ou viver com certas comparações desanima ,frusta, e cria magoas .
    Devemos na minha opinião ser melhor a cada dia , seguir sim bons exemplos , se a sua volta não há um relacionamento paternal ou conjugal perfeito não tem problema, faça do seu relacionamento um exemplo de perfeição e respeito..
    GARRIDO…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *