Pandemia, Você, Deus e a Ciência

Vou falar aqui de 4 pontos que considero bem importantes neste momento de pandemia mundial, da enorme provação que estamos passando coletivamente. Vou falar sobre o dharma coletivo, como não cultivar o medo, como você e Deus precisam trabalhar juntos e da importância para nossa vida individual e como comunidade planetária de cultivarmos a ciência junto com a espiritualidade.

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

Responsabilidade Social – Dharma Coletivo

Pense no outro. Dharma coletivo significa pensar no outro, não em você apenas. Significa pensar no bem coletivo.  Quanto a isso eu queria enfatizar 3 sugestões básicas para este momento:

  1. Distanciamento social. Não para você, mas para os outros. Especialmente os idosos. Você pode pensar, “ah, eu não estou nem aí para mim, confio em Deus, sou forte, sou jovem!” Mas você pode transmitir para um outro, que vai transmitir para um outro que vai então levar o vírus para um idoso, uma pessoa de risco, e esta pessoa pode morrer. E aí, como você fica nisso?
  2. “Namastê Pandêmico”. Está na hora de introduzir nos nossos hábitos a saudação clássica do yoga, de mãos postas, ao invés de aperto de mão, abraços e beijos. A cultura védica tinha este hábito justamente por valorizar a limpeza.
  3. Não esvazie prateleiras no supermercado. Vamos parar com esta loucura de pegar mais do que precisamos. Pense no outro. Pegue só o que precisa agora.
  4. Deixe as máscaras para quem precisa. Quem precisa de máscara são os infectados e os profissionais de saúde, deixe para eles. Não esgote o mercado de máscaras que não vão lhe ajudar quase nada.

 

Não Cultive Medo

Planejar bem não necessita ser acompanhado de emoções negativas. Como expliquei neste vídeo abaixo, é natural e perfeitamente compatível com sua vida espiritual planejar sua vida. Planejar uma promoção, uma carreira, compra de sua casa ou carro, férias… tudo isso precisa ser bem pensado, planejado.

Mas não fazemos isso para sofrer. A inteligência espiritual nos leva a planejar, mas voltar a mente para o aqui e agora. Trazemos a mente para a ação iluminada. Falo muito sobre isso, usando o termo Paradigma da Realidade. Explico a importância de cultivar o Paradigma da Realidade e fugir do Paradigma da Fantasia aqui.

O mesmo vale para as coisas ruins que queremos evitar. As coisas que temos “medo” que aconteçam.

Planejamos inteligentemente como evitar a situação ruim. Isso é necessário e saudável. Se eu não quero ser roubado, eu evito certos bairros, não saio com relógio caro, tranco a casa, ligo o alarme do carro e assim por diante.

Mas sem sofrer! Trazemos então a mente novamente para o aqui e agora. Trago meu foco para minha ação iluminada, sem deixar a mente se agoniando no futuro, sofrendo por antecedência, de forma fantasiosa, da coisa ruim que estou querendo evitar.

É assim que temos que lidar com medo. Não ignorando a situação de risco. Não dizendo “entrego a Deus” e nada farei. Isso nos leva ao próximo ponto.

 

Você e Deus Precisam Trabalhar Juntos

Tem pastor dizendo para orar pela cura, mas quer tudo mundo se juntando em suas mega-igrejas.

O conceito propagado por estes e outros religiosos e ditos espiritualistas é que devemos entregar tudo nas mãos de Deus. Não precisamos nos preocupar com nada. Deus cuidará.

Mas não funciona assim. Deus nos deu força, inteligência e responsabilidade.

Eu faço meu melhor,  oro pela ajuda de Deus e entrego o resultado a Ele!

Não ficamos de braços cruzados apenas. Muito menos fazemos o oposto do aconselhado e oramos a Deus para trazer o desejado.

Se você quebra a perna, não simplesmente olha para o céu e pede para Deus lhe ajudar. Você vai ao hospital, procura a melhor ajuda médica possível e aí sim ora a Deus!

Você faz sua parte e aí ora a Deus. Você precisa fazer seu melhor. E seu melhor só pode ser feito quando você tem os fatos corretos em mãos. Seu sucesso será proporcional ao seu grau de compreensão da realidade.

E isso então nos leva ao ponto final que quero enfatizar aqui.

 

Ciência e Espiritualidade Vão Juntos

Se quiser informações, procure ouvir o consenso científico internacional. Siga as instruções de grandes grupos científicos, como universidades de renome, instituições de cientistas, centros de pesquisa.

Sim, sempre haverá opiniões divergentes. Mas não adianta dar bola para um cientista solto, que pode ser louco, confuso ou motivado por ganho ou ideologia. Busque o consenso da melhor ciência mundial. Isso é bastante confiável.

Evite a tendência de espiritualistas de achar que por negar a consciência mundana, precisa negar a ciência ou que por buscar Deus, precisa ignorar a inteligência.

Para agir bem aqui precisamos de conhecimento da matéria. A ciência é o melhor sistema que já criamos para entender a matéria. Funciona.

Tendo o melhor conhecimento material, aí você precisa da inteligência espiritual, do cultivo do despertar para saber lidar com este conhecimento, para ser feliz, saber controlar sua mente, saber seu propósito último… para saber amar.

Ciência e espiritualidade pura vão muito bem juntos! Meu grande sonho é ver uma humanidade que caminha com base em ambos.

Trilhamos os dois caminhos: espiritualidade e ciência. Isso fará o mundo um lugar de luz.

Vamos aproveitar este momento dramático que estamos vivendo para encontrar o que há de melhor em nós. Vamos usar as provações para mostrar nossa luz, pensando nos outros e cultivando nossa essência amorosa. Temos aqui uma linda oportunidade para cultivar nosso dharma coletivo, para experimentar como somos todos um. Vamos ver na prática que tudo e todos estão interligados e não tem sentido ser egoísta. Vamos elevar nossa consciência diante deste desafio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *