Os Animais Tem Carma?

Sabemos que nós temos carma e acumulamos carma. Mas e os animais? Como que funciona para eles?

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

O conceito de carma vem da antiga tradição espiritual do yoga, dos milenares textos védicos, que pré-datam o Cristianismo em milhares de anos.

Lá se explica que todo ser vivo é uma alma encarnada. Vida é sintoma da alma. E para uma alma estar encarnada, ela precisa ter carma, caso contrário, não estaria encarnada.

O carma é que define todas as circunstâncias da vida, desde a espécie em que a alma está encarnada até os detalhes pequenos das condições de cada dia da vida, que fogem de nossas escolhas.

Assim, os animais têm carma sim. Mas aí surge uma outra pergunta: “como que os animais têm carma?”.

A tradição do yoga explica que o carma só pode ser acumulado em vidas onde a alma tem maior poder de discernimento, onde a alma pode optar por fazer o correto ou não. Ou seja, em vidas humanas ou superiores.

Vidas superiores? Sim, nos textos védicos há amplas menções de vidas que chamaríamos de “extraterrestre”. Civilizações alienígenas, todas mais avançadas em termos de poder e habilidades do que a civilização humana. Encarnações nessas vidas e nas vidas humanas gera carma a cada escolha, a cada ato, para a alma encarnada que não está praticando karma-yoga, a técnica especial do yoga para não acumular mais karma.

Isso faz sentido, porque um animal só segue seus instintos. Ou seja, ele só segue sua “programação genética”. Um animal não para pensar em termos de ética e moralidade, se algo é certo ou errado, o que vai lhe elevar e o que vai lhe degradar. Assim, o animal não acumula carma. Mas, certamente, ele vive o carma previamente acumulado em vidas com maior grau de consciência. Por isso que tem um cachorro que vive no luxo, comendo do melhor, e outro sendo maltratado horrivelmente e passando fome, exatamente como nós seres humanos.

Se o animal tem carma e se não tem sentido falar em animais acumularem carma, então resta agora só uma peça do quebra-cabeça para tudo se encaixar: o fato que a alma transmigra de corpos de maior consciência para corpos animais (ou até botânicos).

Por isso que no conceito original do carma e transmigração da alma se falava em “roda de nascimentos e mortes”. Uma roda, no sentido de sobe e desce. Ou seja, uma hora você está em cima, outra no meio e outra em baixo… sempre rodando. Portanto, sim, depois de uma vida humana, a alma pode ter que assumir um corpo animal, de inseto, de planta, etc.

Não se trata de “involução”. É um passo a mais na jornada da alma. Um aprendizado que se vem. Lembre-se que a vida animal tem a grande vantagem: não se acumula carma. Se uma pessoa tem o desejo de se dedicar ao desfrute dos sentidos, ou a matar, caçar, fazer sexo com qualquer um, se divertir voando ou nadando, etc., então nada melhor que um corpo animal, onde poderá fazer isso bem melhor que numa vida humana e sem acumular um monte de carma. E, mais, animais vivem no aqui e agora, muito mais conectados com a realidade que muitos seres humanos.

Na verdade, a vida humana só tem uma única vantagem: a chance de obter o despertar espiritual. Essa é a única vantagem da encarnação humana. Tudo mais: ter família, sociedade, fazer música, arte, dançar, andar, nadar, voar, construir lares, usar ferramentas, fazer sexo, comer, dormir… tudo mais pode ser feito em vidas animais.

Quem não aproveita a vida humana para o despertar espiritual, não prioriza isso, está já se programando para uma encarnação animal.

Mas, sem medos! Depois que a alma cai para a vida animal ela automaticamente receberá, no devido tempo, de acordo com seu carma, uma nova vida humana. Como que pegar uma senha e esperar sua vez. Aí, novamente na vida humana, ela poderá usar seu discernimento para decidir o que é a vida, e o que priorizar na vida. Temos sempre uma nova chance.

No livro “O Caminho 3T” (www.3T.org.br) terá uma introdução a todo o conhecimento transcendental da milenar tradição espiritual do yoga e também uma ampla descrição prática de como praticar karma-yoga, para parar de acumular carma e jnana-yoga, para queimar o carma já acumulado. Lá também verá como foram orginalmente apresentados os conceitos de alma, Deus, carma, reencarnação, libertação, avataras e muito mais.

 

Veja o que estão falando do livro “O Caminho 3T”: “Recomendo a todos que se interessem em restabelecer sua conexão com a realidade da Alma eterna. Esclarece, orienta, descomplica o conhecimento da transcendência!!!” – Ana Galheigo

4 ideias sobre “Os Animais Tem Carma?

  • 07/03/2019 às 13:54
    Permalink

    gostaria muito de ter seu livro mas tem sido impossivel saber como.
    Vivo no Porto, Portugal..
    Grata por todos os seus vídeos.

    Responder
  • 11/03/2019 às 21:27
    Permalink

    Uma mulher me disse recentemente que meu animal cármico é uma raposa. Você não tem nenhuma informação sobre raposas como animais cármicos ou guias de animais?

    Responder
    • 12/03/2019 às 15:53
      Permalink

      No yoga não tem disso de “animal cármico”. Somos alma eterna.

      Responder

Deixe uma resposta para Roberta Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *