Não Gosta Do Que Faz? Como Resolver?

Não gosta do que faz? Trabalha só por dinheiro e detesta isso? Já se pegou fazendo coisa que não queria estar fazendo? Agir de acordo sua motivação interna é uma experiência tão superior, que até mesmo envolve outra parte de seu cérebro. Entenda como ser assim e por que isso é tão importante para ser feliz.

Basicamente podemos agir por razões intrínsecas ou extrínsecas. Entenda a diferença.

Quando a motivação é intrínseca estamos agindo porque queremos agir. A motivação é nossa. Venha de dentro. É nossa ideia, nossa vontade. É a ação que queremos. Estamos agindo em alinhamento com nossos valores e planos.

Quando a motivação é extrínseca estamos sendo impelidos a agir. O agente motivador está fora de nós. É outro. A ação não é para nós. É outra pessoa ou pessoas que querem que aquela ação seja realizada.

A motivação extrínseca acontece, normalmente, por dinheiro. Vendemos nossa alma. Aceitamos dinheiro – tão útil, mas tão vazio e frio – em troca de nossa felicidade, de nosso valioso tempo. Pesquisas e mais pesquisas mostram o erro disso. Ficamos miseráveis e desmotivados.

Se está trabalhando sem vontade, apenas para ganhar dinheiro, tem duas coisas que pode fazer. A primeira é, claro, mudar de trabalho! Priorize e leve a sério o chamado da primeira categoria de dharmas que apresento no Caminho 3T – descubra e viva sua verdadeira vocação. A segunda, que pode acontecer em paralelo enquanto busca a primeira, é encarar seu trabalho de forma diferente. Tentar encontrar o valor e propósito do que está fazendo. Uma dica é tentar ver como seu trabalho ajuda uma outra pessoa. Quanto mais pessoal e real é a imagem de quem está ajudando com seu trabalho, melhor vai se sentir. Pode também criar o foco que o dinheiro que está ganhando é para servir sua família e seus objetivos maiores. O mais importante é não pensar na coisa como um fardo, pois senão, se torna de fato um fardo.

Às vezes, por pressão social ou familiar, fazemos coisas que não queremos e não ficamos nada felizes enquanto a fazemos. De novo, é necessário buscar entender o que está acontecendo. Será que preciso mesmo fazer isso? É meu dharma? Se for, então medite na importância de estar fazendo a coisa e como isso cumpre seu dever com a outra pessoa. Se não for, não faça!

Analise seu dia a dia, cada ação, e pense ativamente se aquela ação é motivada intrínseca ou extrinsecamente. Gradualmente ajuste sua vida para reduzir e eventualmente eliminar toda ação extrinsecamente motivada e isso trará um enorme ganho de bem-estar em sua vida, ao alinhar você com seu dharma.

Isso é algo tão real que até mesmo ativa uma parte diferente de seu cérebro, a neurociência comprova. Agir com motivação extrínseca aciona uma parte do cérebro e agir com motivação intrínseca ativa outro. Imagine só!

Pare entender melhor as sete categorias de dharma e como aplicar isso na sua vida, leia meu livro “O Caminho 3T” (www.3T.org.br).

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

 

Veja aqui o que estão dizendo sobre meu novo livro: “Impressionante como o livro Caminho 3T nos mostra numa linguagem simples, direta e que toca nossa mente e espírito, o poder de transformação de bhakti yoga que pode ser plenamente praticado na nossa rotina diária é que nos conecta diretamente conosco e com Deus. Gratidão pelo presente.” – Roberto Moura

 

2 ideias sobre “Não Gosta Do Que Faz? Como Resolver?

  • 09/05/2017 às 18:48
    Permalink

    Ola Giridhari, Gratidao pelos seus ensinamentos.
    Olha eu desde pequena sou muito espiritualista , tenho estudado sozinha todos os temas Universalistas , sinto que nao sou daqui, ja tive variados trabalhos e nao me encontro em nenhum trabalho, sou casada tenho filhos 16anos, Moro no Canada e por mais que eu tente encontrar meu proposito , nao consigo me identificar com uma funcao em particular,sinto que gostaria de ter um trabalho spiritual, me sinto frustada neste sentido, gostaria de saber qual seria sua opiniao sobre isto. Gratidao!

    Responder
    • 09/05/2017 às 19:10
      Permalink

      Oi, Silvana, Hare Krishna! Eu acho que deveria usar o momento para se aprofundar e encontrar seu caminho espiritual, definitivamente. O trabalho universalista não basta, pois é vago, sem foco específico, por definição. Sugiro que leia o meu livro “O Caminho 3T” para ver se consegue se identificar com o Caminho 3T e também para entender melhor seu dharma, seu propósito, que é um dos importantes temas do livro. E vamos nos falando. Pode entrar em contato por email.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *