É Mentira Que Você Pode Ser Qualquer Coisa Que Queira

Você ouviu isso a vida toda: você pode ser quem quiser, ser o que quiser. Existe um mercado multimilionário de coaches e cursos com esta mensagem. Quer ser rico? Claro que pode! Quer ser bonito e sarado? Claro que pode! Quer ser famoso? Sim, você pode também! Mas aqui vamos ver o lado sombrio desta mentira, como este conceito leva ao sofrimento de quase todos e como podemos corretamente buscar maximizar nossa vida.

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

No século passado foi introduzido uma ideia que pareceu de primeira muito bonita, dentro de um movimento de busca da melhora de autoestima. Surgiu a ideia que todos os males das pessoas e da sociedade seriam superados cultivando autoestima.

A ideia era que as pessoas trabalhariam mais, seriam menos susceptíveis a drogas e prostituição, e teriam menos problemas psicológicos se simplesmente tivesse muita autoestima. Uma ideia super simpática… só que não deu certo.

Ao invés de trabalhar mais, as pessoas ficaram “se achando”, sentindo-se apenas merecedoras, mas não dispostas a oferecer. No final, não houve diminuição em nenhum dos males. Faltou entender que autodisciplina, trabalho duro, humildade e muitas outras qualidades eram igualmente importantes.

Desta onda de super valorização do “eu”, surgiu um conceito que perdurou e se espalhou para o mundo todo: você pode ser quem quiser. Já que você é tão incrível e especial, naturalmente você pode ser qualquer coisa. O melhor atleta, o empresário mais bem-sucedido, uma cantora famosa, o próximo Einstein… o que quiser!

Que lindo! Empolgante!…. E que mentira!

E uma mentira baseada em outra mentira. Explico: não é verdade que cada um pode ser qualquer coisa. Cada pessoa tem suas inclinações, sua natureza, seu biotipo e, portanto, pode apenas maximizar seu potencial, sua natureza, e não ser outra pessoa. Dois, os objetivos buscados por pessoas nesta onda eram também mentirosos, no sentido de estimularem a busca apenas por coisas superficiais como dinheiro, beleza e fama.

Por exemplo, tantos por aí vão lhe falar que você pode ser rico. Mas só 1% é realmente rico. Obviamente é matematicamente impossível que 100% seja 1%. Essa matemática não bate. Sem entrar nos detalhes óbvios das leis da economia, dos mercados, etc.

Pior ainda é ser famoso. Ser famoso, por definição é para poucos, muito poucos. Uma pequena fração de 1%. Obviamente não vai dar para todo mundo ser famoso.

Ser bonito, magro, rico, famoso ou academicamente qualificado… nada disso é para todos. E, ainda mais importante, nada disso vai fazer você feliz.

Mas isso não o pior dessa história toda. O pior é o lado sombrio desta mentira que tudo depende de você, que você pode tudo. Poucos pensam sobre isso.

O lado sombrio é que já que tudo depende só de você, então, necessariamente, se você não for rico, famoso, bonito, magro etc. é culpa unicamente sua! Sim! Você é um fracassado. Você é um preguiçoso. Você falhou. Ninguém fala muito disso, mas quase todo mundo sofre com isso.

Gigantesca parcela da população vive num sentimento de frustração, de fracasso, de tristeza sentindo culpa, sentindo o peso, a incompreensão, do fato que não foram “bem-sucedidos”.

Isso leva a depressão e ao suicídio. Se eu posso tudo e não consegui, então a culpa é de quem? É minha! Eu sou pior que todos os outros, que conseguem! Estou vendo aí na Internet, no Instagram, no Facebook… tantos famosos, tantos bonitos, tantos ricos… e eu aqui! A culpa é minha.

Estamos estimulando as pessoas a buscarem os objetivos errados e a ignorarem os limites naturais de cada um.

Primeiro, temos que urgentemente mudar os objetivos. Aqui eu falo em maiores detalhes sobre isso. Não vou repetir aqui, mas o ponto é que temos que buscar os objetivos intrínsecos, internos, de ser uma boa pessoa, ser um ponto de luz, e deixar as conquistas extrínsecas, de dinheiro, fama etc. serem consequências nada necessárias e nada importantes que podem ou não vir.

Segundo, temos que tirar este tremendo peso dos ombros das pessoas, de dizer que podem ser qualquer coisa que queiram. Que parece legal, parece estimular as pessoas, mas tem este tremendo lado sombrio de colocar a culpa por tudo que dá errado, por tudo que não aconteceu como sendo unicamente do indivíduo.  Peso este que leva a depressão, angústia e até suicídio.

Vamos trazer o foco para o aqui e agora. Faça seu planejamento, mas sem angustiar-se com conquistas no futuro. Traga seu foco para ser a melhor pessoa que pode hoje. Busque apenas ser você, não ser o que outros acham que você deve ser. Sua perfeição é sua perfeição, não de outros. E ser você perfeitamente: buscando sua essência, vivendo seus dharmas e se iluminando. Isso é viver uma vida perfeita. Isso sim está ao seu alcance. Está ao alcance de todos.

4 ideias sobre “É Mentira Que Você Pode Ser Qualquer Coisa Que Queira

  • 13/10/2020 às 16:16
    Permalink

    Gostei Mestre Giridhari é vermos a realidade né sem angústia e sem ansiedade mas os meios culturais tentam nos impor outras culturas. Parabéns pelos seus temas sempre atuais é necessários para o nosso auto conhecimento. Abraços

    Responder
  • 13/10/2020 às 17:27
    Permalink

    Não batalha todos os dias, pra que se consegue alguma coisa. Do céu, só cai chuva e granizo, somente. Às pessoas têm que cair na real e pararem de se iludir com propagandas enganosas, que só vai lhe trazer mal e gastos com dinheiro que não têm. Bela explicação. Gratidão NAMASTÊ.

    Responder
  • 15/10/2020 às 23:55
    Permalink

    Mestre Giridhari, seus estudos trazem muitos pontos interessantes, mas tem um que se sobressai, o de oportunizar lembranças interiores e essenciais. Como foi citado o campo material é limitante e preenchido de fantasias, podemos mergulhar nas mudanças externas, e o que ganhamos é um campo de frustrações. Em contraponto , se despertamos para as questões espirituais , com amor, inteligência e bom senso, nossa consciência ganha aspectos ilimitados. Isto me fez refletir um pouco mais de como somos ensinados a nos direcionar para valores externos , aparências e outras fantasias , que só nos trazem doses altas de sofrimento. Gratidão.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *