Como Está Seu Autoconceito? E Como Isso Está Lhe Afetando?

Como se vê? Como se identifica? Quando pensa sobre si mesmo, o que vem em mente? Todos nós vivemos com um autoconceito, uma auto-identificação e isso afeta profundamente como vivemos.

Como está seu autoconceito?

Quem você (pensa) que é, define tudo que deseja e faz. Simples assim. É algo muito profundo e poderoso, mas deixamos de dar a devida atenção a questão. Isso se dá porque achamos que aquilo que hoje pensamos sobre nós simplesmente é a realidade e não há nada a ser feito a respeito disso. Nosso autoconceito é forjado por influências poderosas, vindas de nossa vida toda, nossa família, sociedade, a mídia e nossos próprios pensamentos.

Mas nem por isso devemos ignorar este aspecto fundamental de nossa vida. Devemos, sim, parar a pensar seriamente a respeito disso. Na verdade, esta é a grande pergunta que dá início a toda vida espiritual: “quem sou eu?”. Não é à toa que o caminho espiritual é chamado do caminho de “autorrealização”, ou seja, de realizar quem somos.

Krishna mesmo nos indica a importância do autoconceito, ao dar como ponto de partida em Seus ensinamentos da Bhagavad-gita a simples e poderosa informação: você não é o corpo, você é uma alma eterna. Uma bomba!

Só este ponto é suficiente para mudar tudo em sua vida. Pare agora e pense seriamente: “quais são minhas prioridades como alma eterna?”. Compare isso com suas prioridades corriqueiras. A diferença é vasta. O que é bom para a alma eterna? O que é bom só para o corpo? Enormes diferenças. Vidas enormemente diferentes são vividas de acordo com este fundamental aspecto de seu autoconceito.

Mas não é só isso. Mesmo os detalhes de seu autoconceito têm profundo impacto em sua vida. Por isso que no Caminho 3T enfatizamos tanto a compreensão e pesquisa sobre seu dharma, sua natureza ou sua essência atual. Na medida que levamos a sério nossa essência, podemos então tomar a sábia decisão de sermos fieis ao nosso verdadeiro eu.

Quanto mais agirmos e planejarmos nossa vida de acordo com nossa verdadeira identidade, mais experimentamos harmonia e paz. Portanto, examine seu autoconceito sempre. Traga isso para a luz de sua consciência. Analise como está se vendo, como se identifica e veja o quanto isso é real, para então formar suas prioridades e metas na vida.

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *